5 ângulos de BH que você nunca viu

6 Feb 2016

PUBLI | 2Drone 

 

Uma capital jovem e reconhecida por seus patrimônios modernos, Belo Horizonte é mesmo uma cidade que nos dá muito orgulho e consegue ser extremamente apaixonante, seja pelas suas belezas arquitetônicas ou naturais.

 

Mas se você, turista ou morador, não tem um jatinho ou um helicóptero para circular por aqui, provavelmente não viu esses pontos turísticos pelos ângulos que nós vamos mostrar agora, produzidos pela empresa 2 Drone.

 

 

1. Praça Raul Soares

 

Uma das praças mais movimentadas por carros e ônibus na capital, a Praça Raul Soares liga importantes bairros ao centro por convergir as avenidas Amazonas, Olegário Maciel, Bias Fortes e Augusto de Lima. O projeto, feito pelo arquiteto Éric de Paula, foi inspirado nos jardins europeus. O seu piso em mosaico português com traços marajoara é o único em toda a cidade.

 

 

2. Igreja de São Francisco

 

A conhecida “Igrejinha da Pampulha”, inaugurada em 1943, é parte do Conjunto Arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer, no início da sua carreira, a pedido do então prefeito Juscelino Kubitschek. Uma curiosidade da sua história é que, por apresentar um visual muito moderno para a sociedade tradicional que não reconhecia a construção como um templo religioso, a igreja seguiu fechada até 1959, quando, finalmente, foi entregue ao culto religioso católico.

 

 

3. Praça da Estação

 

A Praça Rui Barbosa, carinhosamente chamada de Praça da Estação e projetada junto com a origem da cidade, foi a responsável pelo desenvolvimento da nossa BH. Era através dos seus trens que os materiais para a construção da nova capital de Minas chegavam aqui. Hoje, a praça é um dos principais espaços públicos para realização de grandes eventos e shows na capital e comporta uma estação do metrô além do Museu de Artes e Ofícios.

 

 

4. Praça da Liberdade

 

Responsável por reunir diversos museus e espaços culturais, a Praça da Liberdade é, sem dúvidas, um dos mais importantes atrativos turísticos da capital, já que seu entorno consagrou-se como o maior Circuito Cultural da América Latina. Lugar ideal para passeios, caminhadas ou encontrar os amigos, a praça pode ser considerada o coração de BH por toda sua beleza, palmeiras imperiais, ipês, jardins e sua fonte luminosa.

 

5. Praça do Papa

 

O nome da cidade não foi dado à toa e até mesmo o Papa João Paulo II, diante da paisagem vista da Praça Israel Pinheiro, ficou encantado com a beleza do local. “Que Belo Horizonte!”, foi a frase dita pelo Papa, após a missa realizada em 1980. A partir de então, a praça mudou de nome e ganhou um monumento erguido para homenagear o ilustre visitante.

 

 

Assista ao vídeo completo:

 

Fonte: Guia Turístico de BH

 

Please reload

Please reload